Sigam-me

www.twitter.com/celiaschultz
Qualquer aventura começa quando somos obrigados a descobrirmos quem somos.

Vejam também: www.diariodececilia.blogspot.com

celiaschultz@hotmail.com

terça-feira, 23 de julho de 2013

O paradigma da vovó na cadeira de balanço

O paradigma da vovó sentada na cadeira de balanço

Aquela senhora que nossa geração ainda lembra, de cabelos grisalhos, óculos na ponta do nariz, vestido largo, chinelos, xales e fazendo tricôt numa cadeira de balanço está se extinguindo. As ultimas ainda podem ser vistas, mas provavelmente não durarão mais do que 15 anos.
O motivo da extinção são vários:
- Melhora qualitativa, principalmente no estilo de vida da mulher, já não precisa trabalhar tanto embaixo do sol, já não precisa ter muitos filhos, já não passa tantas necessidades
- Inovação tecnológica em medicamentos preventivos e maior número de informações, inclusive dada à relativa democratização de conhecimentos pela internet, sobre saúde.
- Prolongamento da vida útil, principalmente sexual...No final Freud sempre esteve certo...pois quando vamos perdendo a capacidade de sentir prazer sexual...é porque tb estamos envelhecendo e morrendo...
As novas vovós, serão incrivelmente mais vaidosas. Poderão usar óculos, mas como serão ainda ativas sexualmente, não irão deixar o narcisismo de lado e não terão tempo para se sentar e ver o resto da vida passar.......
Isso sem contar que novos medicamentos com hormônios, capazes de repor o que a idade tira, estão em franco desenvolvimento e daqui 20 anos...pode ser q só se entre na menopausa com 60 anos ou mais (já tem mulher entrando apenas com 55 anos)..Eu penso que no futuro ninguém mais terá a aparência de um idoso....
Mas.......aquela simpática vovó da cadeira de balanço, já cansada, com dores, talvez leve uma vantagem: Aprendeu a ser feliz com pouco, a sorrir com pequenas situações.....Aprendeu a valorizar uma visita, aprendeu que todas as pessoas devem ser ouvidas e que o tempo merece ser divertido.
Ao esticar o tempo, podemos esticar seus problemas graves também. Aquelas vovós já não se angustiam com amores que as rejeitaram. Já não têm depressão porque pensam nas misérias do mundo......
Algumas angústias também serão prolongadas daqui para frente...

Um comentário:

  1. Parabéns pela estrutura e todo conteúdo do blog!
    Muito interessante.
    Forte abraço.
    (artesanato em mdf)
    Faça-nos uma visita quando puder www.centralcaixas.com.

    ResponderExcluir